11 Feb17:04

Barreiras de trânsito são colocadas mais tarde este ano no Carnaval

As ações implementadas pela Transalvador no ordenamento do Trânsito da capital baiana durante o Carnaval têm surtido efeito positivo junto ao folião. Há destaque, principalmente, no que se refere ao deslocamento das pessoas para os circuitos da folia e também no retorno em segurança para suas casas. Um dos fatores apontados pelo superintendente do órgão, Fabrízzio Muller, é a antecipação do fechamento das barreiras de trânsito no entorno da festa com uma hora e meia de atraso, em especial no sábado (10), terceiro dia oficial de folia momesca.

Isso acontece porque as pessoas estão utilizando menos o carro e mais o transporte público para ir aos circuitos, permitindo que o trânsito seja fechado mais tarde nos locais das barreiras. Mais de 3,5 milhões de cidadãos já utilizaram transporte público na festa até agora, conforme dados atualizados da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob).

"Hoje temos capacidade de medir a situação do trânsito de Salvador em tempo real. Portanto, temos dados sempre atualizados, ainda mais que nos anos anteriores. O que nos permite acompanhar a melhora em cada via, facilitando a correção de problemas eventuais problemas. No sábado de Carnaval, optamos por fechar as barreiras um pouco mais tarde, obtendo então um ganho maior de tempo - 1h30 - na fluidez do trânsito, garantindo vantagem em relação ao mesmo período de 2017", destaca Fabrízzio Muller.

Outras informações – Durante a noite deste sábado (10), a Transalvador registrou 8 acidentes, com 5 feridos. As ações de fiscalização resultaram na autuação de 1.310 por desrespeito ao código de trânsito, e 96 veículos foram removidos ao pátio da Transalvador. A operação envolveu 337 agentes e 37 viaturas.

Além disso, 420 condutores foram notificados por transitar irregularmente na faixa exclusiva para ônibus e táxis localizada na Avenida Centenário. Desde o início da operação, na quinta-feira (8), 875 condutores já foram autuados pela irregularidade.