12 Feb13:45

Centros de Convivência acolhem 40 bebês durante o Carnaval

Os quatro Centros de Convivência instalados pela Secretaria Municipal de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) nas imediações dos circuitos do Carnaval acolhem, aproximadamente, 40 crianças de colo, entre zero e um ano de vida. São filhos de ambulantes que trabalham nos circuitos ou que são identificados em situação de vulnerabilidade social. Deste bebês, 18 estão na Escola Senhor do Bonfim, nos Barris, que recebe crianças até seis anos de vida.

Os demais centros estão localizados na Escola Estadual Teixeira de Freitas, em Nazaré, com capacidade para atender jovens de 7 a 17 anos; na Escola Municipal Casa da Amizade, em Ondina, voltado para crianças entre 0 e 6 anos; e na Escola Municipal Oswaldo Cruz, no Rio Vermelho, que é direcionada aos que têm entre 7 a 17 anos. Cada um tem capacidade para receber até 100 crianças e jovens. Neste momento, há 329 acolhidos, sendo 164 meninos e 165 meninas.

As unidades oferecem seis refeições diárias, banho, recreação e oficina cultural. Os espaços contam com uma equipe multidisciplinar, formada por 250 profissionais entre psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, educadores e bombeiro. Os acolhidos podem permanecer na unidade durante toda a festa, dormindo em quartos separados por idade e sexo. As equipes trabalham 24 por dia, garantindo a esses bebês alimentação especial e banhos com água aquecida.

 A titular da SPMJ, Taíssa Gama, explica que todos os cuidados estão assegurados para este público específico. "Todas são bem tratadas, com alimentação adequada para cada idade, muitas, inclusive, têm intolerância à lactose e contam com uma dieta específica. As fraldas são trocadas regularmente, inclusive com uso de pomadas para assaduras. A equipe multidisciplinar realiza acompanhamentos diários a todas essas crianças", afirma a secretária.