09 Feb15:25

Mais de 100 motoristas são autuados em blitze da Lei Seca no Carnaval

Nem mesmo os R$ 2,9 mil cobrados de quem é flagrado dirigindo embriagado são capazes de inibir os condutores imprudentes durante o Carnaval. Para reforçar o combate ao motorista infrator, a Transalvador intensifica as ações com realização de blitze em 14 diferentes locais e horários não divulgados até o último dia da festa. O objetivo é fiscalizar ainda motoristas de ônibus, táxis e profissionais da Prefeitura.

Na primeira noite oficial de folia, 493 abordagens foram realizadas com um total de 115 autuações para condutores comuns. Destas, 63 foram por abuso de álcool com a subsequente remoção das carteiras de habilitação, e 52 por conta de outras infrações. No período, 20 veículos foram removidos.

Em relação aos condutores profissionais, os agentes realizaram 420 abordagens, sendo 244 táxis, 116 ônibus, 59 motoristas da Prefeitura e um mototaxista. Nenhuma infração foi registrada.

Atuação - A ação é promovida pela Gerência de Educação para o Trânsito. No ano passado, foram abordados 4.080 condutores durante a folia, sendo 1.203 taxistas, 768 motoristas de ônibus e 2.109 à serviço da Prefeitura. O superintendente Fabrizzio Muller explica que a ação vai além dos cuidados com os foliões. “Nosso objetivo é promover mais segurança no trânsito e elevar a confiança dos cidadãos nos serviços públicos de transporte”, disse.

De acordo com Miriam Bastos, coordenadora da ação, a blitz é realizada anualmente com êxito. “Nos anos anteriores, não tivemos registro de motoristas flagrados com teor alcoólico no sangue, o que é um indicativo de que a fiscalização tem efeito”, afirmou. O condutor que sabe que está sendo fiscalizado, em geral, respeita mais a legislação de trânsito”, complementou.

Faixa exclusiva – Na primeira noite de festa 86 veículos foram flagrados acessando irregularmente a faixa exclusiva para ônibus, táxis e mototáxis, montada pela Transalvador na Avenida Centenário.

No período, o órgão atuou com 360 agentes de trânsito, 45 viaturas e nove motoviaturas. Desde às 6h de quinta-feira, foram registrados dez acidentes que deixaram cinco pessoas feridas.