11 Feb22:39

Seis razões que explicam por que Salvador tem o melhor Carnaval do mundo

O Carnaval de Salvador não é uma festa baiana, é do mundo, atrai pessoas de todo os lugares para vários dias de diversão quase ininterrupta. Neste ano, a capital recebe 770 mil turistas para os festejos. Desse total, 400 mil do interior da Bahia, 300 mil de outras partes do país e 70 mil estrangeiros. Sob o tema Salvador Meu Carnaval, a proposta em 2018 é que todo mundo seja contemplado pelos shows e atrações, mas o que traz tanta gente pra cá? Conheça alguns motivos enumerados pelos próprios foliões.

Riqueza cultural

Salvador foi a primeira capital do país, tem muita história para contar e uma grande riqueza cultural. Isso é o que tem atraído alguns foliões para cá, como Pablo Albonnoz, de Buenos Aires. “Uma amiga já tinha vindo e me indicou. Cheguei a pesquisar antes, vi que o tinha o do Rio de Janeiro, mas aqui me chamou mais atenção. Queria ver a gente, a cultura, cheguei até antes para ir a festa de Iemanjá”, conta.

Organização e segurança

Mesmo com as ruas lotadas, a organização e segurança tornam o ambiente ideal para qualquer público. A baiana Daniela Del Rei veio com o marido, Luciano, e a filha, Clara. “A gente vem todo ano para a Pipoca mesmo. Não conseguimos ir para outro lugar. Uma vez chegamos a ir para o litoral norte, mas não deixamos de vir curtir pelo menos um dia. A organização e a segurança estão muito boas”, relata. Afinal, não é todo lugar onde duas milhões de pessoas saem às ruas sem que haja registro de incidentes graves.

Criança tem espaço

Os pequenos também tem lugar garantido na folia, e os pais não deixam de trazê-los para curtir os festejos. “Minha filha sempre pede pra vir e como tem os espaços para criança. Ela já foi para o Algodão Doce com Carla Perez e quer ver As Muquiranas. O local tá ótimo, muito bom para ela brincar”, explica a soteropolitana Edleuza Gomes, que trouxe a filha, Maria Fernanda, 8 anos.

Solteiro ou comprometido

Seja pra ficar no cantinho ou no meio da pipoca, o importante é o respeito, um requisito que o casal André Trindade e Sumaia Reis, da cidade de Aracaju, acreditam que está sendo cumprido. "A gente sabe que qualquer festa pode ser uma festa de casal, não temos esse problema, mas sempre falaram que Salvador era um perigo Tivemos uma surpresa e estamos adorando passar o Carnaval”, exaltam.

Caldeirão para a mistura

Carnaval não tem idade e é uma festa que vem se tornando ainda mais democrática em Salvado. O baiano Gildésio Anjos, 62, veio com a esposa Fátima, 64, e disse que é um frequentador assíduo da folia. O que mais o agrada é a diversidade. “Todo ano a gente vem. Adoramos essa mistura. O Carnaval em Salvador tem festas para todos os gostos e necessidades. O Brasil precisa aprender isso”, afirma.

Bloco, camarote e pipoca

A variedade de estilos de festa é outro motivo forte que faz os foliões escolherem Salvador como destino para o Carnaval. Inclusive a opção de curtir a festa em bloco, na pipoca ou no camarote. Ou fazer tudo isso. “É meu segundo Carnaval em Salvador. Desde a primeira vez que eu vim, não quero ir pra outro lugar. Esse ano vamos para tudo, pipoca, camarote. Isso é a melhor parte do Carnaval aqui”, enfatiza a turista de Aracaju Thiara Barros, que veio com os amigos.